Combater a diabetes com Óleo de Coco

Os dados sobre casos de diabetes são alarmantes e o mundo científico coincide em que se trata, junto com a obesidade e o câncer, de uma das grandes doenças pandémicas do século XXI. Ao mesmo tempo, a indústria farmacêutica continua enchendo seus cofres com medicamentos para tratar a diabetes tipo II, porém não fazem nada para combater as causas reais da doença, múltiplos estudos que demonstram a existência de alternativas para combater a diabetes e reverter a situação em muito menos prejudiciais para o organismo, entre elas a incursão do óleo de coco na dieta.


Conheça óleo de coco em capsulas – ConuTherm


No ano de 2014, em todo o planeta tinha 382 milhões de pessoas que tinham diabetes, o que corresponde a 8,3% da população adulta, e prevê-se um aumento de 55% em duas décadas. Apenas nos Estados Unidos, mais de 26 milhões de pessoas entre adultos e crianças sofrem de diabetes no Brasil, o 13,8% dos adultos sofrem (e 43% destes sabia que a padeciam). Sem dúvida, esses dados são simplesmente assustadores.


Apesar de este panorama sombrio, cada vez mais profissionais da própria medicina, cientistas e especialistas em nutrição defendem métodos muito mais saudáveis para lidar com o grande problema de diabetes, no entanto, e como era de se esperar, as pressões da indústria farmacêutica difundindo falácias e estudos manipulados sobre estas terapias alternativas, fazem com que o grande público ainda não estão familiarizados.


Existem inúmeros estudos referendados por um número crescente de profissionais de medicina e nutrição, que falam das conseqüências positivas de levar uma alimentação em que se reduzem drasticamente os hidratos de carbono, açúcares refinados e aumente o consumo de proteínas e gorduras de qualidade, entre eles o óleo de coco virgem. Entre os benefícios mais importantes encontra-se o que pode reverter a diabetes tipo II.


Com tudo isso, pouco a pouco, a população começa a entender que a diabetes tipo II é um problema nutricional associado ao estilo de vida e dieta , e que tem como pano de fundo o problema do excesso de peso e a obesidade. Isto quer dizer que é possível reverter a situação sem a necessidade de utilizar medicamentos que não fazem senão “esconder” a doença e enfraquecer o nosso sistema imunitário (por não falar dos problemas colaterais para a nossa saúde que provocam estes fármacos).


combater a diabetes com óleo de coco teste de glicoseO fato de que se possa combater a diabetes com óleo de coco virgem é dado por o poder dos ácidos graxos saturados de cadeia média presente neste óleo. Estes ácidos graxos saturados de cadeia média tem a virtude, ao contrário de outras gorduras, metabolizarse diretamente em energia e não se transformar em glicose, o que contribui para manter os níveis de glicose estáveis no sangue, algo imprescindível para o diabético. Além disso, os ácidos graxos do óleo de coco virgem pode diminuir o apetite para os hidratos de carbono refinados, que favorecem a resistência à insulina, fato que lhe confere a este óleo a capacidade para controlar a ansiedade pelo alimento e o apetite. Igualmente, outro dos poderes do óleo de coco virgem é sua contribuição para acelerar o metabolismo, o gasto de energia e, portanto, a queima de gordura do nosso corpo.


Mas o poder do óleo de coco virgem não é relegado apenas à diabetes tipo II ou mellitus, mas que os seus ácidos gordos de cadeia média podem melhorar a função cerebral em pacientes de diabetes tipo I, de acordo com um estudo levado a cabo em 2009 nos Estados Unidos e apresentado as 68º Sessões Científicas da Associação Americana de Diabetes de São Francisco (ver o estudo completo).


Outros estudos apontam ainda que a doença neurológica do mal de Alzheimer pode ser classificada como uma diabetes tipo III, devido à importante incidência da glicose no desenvolvimento desta doença. Aqui, igualmente, o óleo de coco virgem tem um papel muito importante, como você pode conferir neste artigo.


A realidade, portanto, é que, por fim, estudos demonstraram de forma convincente que o óleo de coco virgem pode ajudar a combater a diabetes e outras doenças,graças ao grande poder de seus ácidos graxos saturados, entre eles, o ácido cáprico. É por isso que é possível que nos próximos anos vamos ver medicamentos da tradicional indústria farmacêutica, incluindo o triglyceride de cadeia média como um de seus ingredientes, por seu grande poder regulador dos níveis de glicose no sangue, algo essencial para as pessoas que sofrem de diabetes.